quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Lançamento do Periódico: Investigação Φ Filosófica


É com grande prazer que lançamos o periódico Investigação Φ Filosófica. Nosso objetivo principal ao criá-lo é por à disposição da comunidade acadêmica de Filosofia um meio de publicação mais abrangente que os meios tradicionais e que não sofra de doutorismo. Doutorismo é a atitude de muitos editores de periódicos de filosofia de apenas aceitarem textos de doutores sem levar em conta a qualidade. O que nos importa aqui é antes a qualidade acadêmica da investigação filosófica exposta nos artigos do que qualquer titulação. Sobre os tipos de submissões aceitas, embora possuamos o formato de um periódico científico convencional, aceitamos textos de formato não convencional, como diálogos, notas de aula, traduções devidamente autorizadas e resenhas de artigos. Essa abrangência na aceitação de formatos de texto faz cumprir alguns objetivos secundários que temos, como o auxílio pedagógico ao trabalho do professor de filosofia, como o desenvolvimento dos estudantes de graduação em filosofia e como a aquisição de uma conexão maior entre leigos e acadêmicos. Nossa intenção de fundo é que seja difundido o conhecimento sobre o que é a investigação filosófica e sobre como ela se dá, e que haja uma abertura maior para a investigação filosófica e para o debate no estudo de graduação e pós-graduação em Filosofia no Brasil e possivelmente em outros países de língua portuguesa.


A partir do próximo número estaremos recebendo apenas submissões anonimizadas de artigos originais e expositivos, traduções, resenhas de artigos e de livros, diálogos, respostas aos textos já publicados, experimentos e outros formatos de texto a serem legitimados a qualquer momento pelo corpo editorial de Investigação Φ Filosófica. Por sua vez, esta primeira edição é composta apenas de artigos escritos por membros do corpo editorial de Investigação Φ Filosófica. Queríamos lançar um primeiro número com textos que representem bem o tipo de artigo que pretendemos publicar neste periódico. Somos um grupo de filósofos de universidades brasileiras que se interessa pela genuína investigação filosófica nas mais diversas subáreas da filosofia. Tomamos a filosofia como a tentativa de resolver argumentativamente os problemas que só poderiam ser resolvidos por argumentação. E esperamos abrir um canal de comunicação entre filósofos que falam português.

Aproveitamos este lançamento para convidar a comunidade acadêmica a submeter textos em filosofia para a  publicação no segundo número de Investigação Φ Filosófica. São aceitos para a publicação os seguintes formatos de texto:

  • Artigos Filosóficos: consideramos para a publicação dois tipos de artigos filosóficos, a saber, os expositivos e os investigativos. Os primeiros visam expor problemas filosóficos juntamente com as respectivas teorias que tentam resolvê-lo e com as objeções que existem contra essas teorias. Os segundos visam expor alguma solução original para algum problema filosófico ou propor uma objeção inovadora a alguma teoria filosófica. Não limitamos o número de páginas dos artigos, mas indicamos que preferimos artigos de até 15 páginas. Os artigos devem ser escritos em Times, tamanho 12 e espaçamento 1, com a menor quantidade de formatações possível e preparados para a avaliação anônima.

  • Resenhas: consideramos para a publicação dois tipos de resenhas, a saber, as resenhas críticas e as resenhas meramente expositivas. As primeiras expõem algum artigo, capítulo de livro ou livro, criticando argumentos apresentados no texto. As segundas expõem algum artigo, capítulo de livro ou livro, mas enfocam-se em sistematizar os textos apresentados em (i) objetivos centrais, (ii) teses defendidas e (iii) argumentos utilizados, além de apresentar como os textos resenhados se enquadram no conjunto de teorias que existem para tentar resolver um certo problema filosófico. Não limitamos o número de páginas das resenhas e elas devem ter a mesma formatação dos artigos. Sugerimos que as resenhas sejam construídas levando-se em conta o caráter pedagógico que elas podem ter.

  • Traduções: aceitamos traduções de quaisquer textos de dentro da filosofia, seja de domínio público ou não. No caso de não ser de domínio público, o autor deve enviar junto com a tradução tanto a autorização do autor e do editor do texto original. A formatação é a mesma dos artigos. É interessante que o tradutor faça uma introdução ao texto traduzido, embora isso não seja essencial.

  • Diálogos: os diálogos são textos compostos de dois ou mais personagens conversando, como os diálogos platônicos. Consideramos que esse formato de texto é filosoficamente interessante, pois exemplificam a forma como os filósofos conversam entre si, e podem introduzir os estudantes a um dos métodos de investigação filosófica. A formatação é como a dos artigos, mas o texto deve ser composto apenas da fala dos personagens. 

  • Respostas: as respostas aos artigos, resenhas e diálogos publicados devem, primeiramente, enfocar e expor as teses e argumentos do texto do qual ela é uma resposta, e depois prover o mais sistematicamente possível a resposta para tais teses e argumentos. Pedimos que os textos de respostas sejam curtos, a fim de que possamos dar ao autor o direito de uma pequena tréplica.

Mais informações podem ser encontradas em: http://periodicoinvestigacaofilosofica.blogspot.com/



Pesquise artigos filosóficos na internet

Loading