sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Resenha de MURCHO, Desidério (2003). “Possibilidade relativa. Três Concepções”. Critica. Acessado em 14/11/2010

No texto referido, Desidério Murcho expõe e compara três concepções de modalidades absolutas e relativas. E nesta resenha, pretendo resumir sistematicamente sua exposição.

Concepção 1 [Bob Hale & McFetridge]: um dado domínio de possibilidades é relativo se, e só se, há outros domínios de possibilidade que o incluem, mas são mais vastos. E um domínio de possibilidades é absoluto se, e só se, é o domínio mais vasto das possibilidades. E uma necessidade é absoluta quando é o menor domínio das necessi-dades. Esta concepção serve para falar sobre as relações entre as modalidades física, metafísica e lógica. Aqui não se fala de modalidades reiteradas.


Concepção 2: uma possibilidade é relativa se, e só se, do fato de ela ser possível não se infere que ela é possível sem qualificações ou simpliciter (que há um mundo possível no qual a proposição é verdadeira). As qualificações nesse caso são o físico, o metafísico e o lógico. Esta concepção serve para separar o necessário/possível num certo sentido do realmente necessário/possível. Tal realmente possível serve para defender que apenas as modalidades absolutas determinam a existência de mundos possíveis. E é uma ferramenta importante no debate do essencialismo e da natureza da necessidade. Aqui não se quer falar sobre modalidades reiteradas.

Concepção 3: uma possibilidade é relativa se, e só se, é acessível a partir de um mundo. E é uma possibilidade absoluta se, e só se, é verdadeira em algum mundo possível, sem que seja relevante a relação de acessibilidade. Essa concepção serve para nos fornecer uma semântica que clarifica as afirmações com modalidades reiteradas; mas não serve para falar sobre modalidades físicas, metafísicas e lógicas.

Uma possibilidade da concepção 3 pode ser tanto relativa como absoluta na concepção 2. Assim, a concepção 2 não se reduz à concepção 3. A concepção 2 não se reduz à 1. Uma possibilidade absoluta no sentido 1 pode ser relativa no sentido 2 (ex: uma possibilidade lógica é absoluta na concepção 1 – para Hale –, mas pode ser relativa na concepção 2; ou seja, não precisa implicar que haja um mundo possível onde essa possibilidade absoluta é verdadeira). As três concepções são neutras, já que acomodam diferentes doutrinas da modalidade. E são independentes, já que se pode defender que uma é absoluta, enquanto a outra é relativa e vice-versa. Além disso, são recursos filosóficos importantes para falarmos sobre a modalidade; donde, não convém abandoná-las.


Nenhum comentário:

Pesquise artigos filosóficos na internet

Loading