sábado, 18 de fevereiro de 2012

Conhecimento, Verdade e Significado

Autor: Alexandre Machado

O que se segue tem como objetivo expor um argumento de Wittgenstein contra uma versão do realismo filosófico, o realismo forte sobre a verdade. O argumento de Wittgenstein tem a forma geral de um modus tollens, cuja premissa condicional diz que o realismo forte sobre a verdade implica a hipótese do erro maciço. A negação do conseqüente está baseada na incompatibilidade entre a hipótese do erro maciço e a normatividade essencial da linguagem. Mas o argumento de Wittgenstein é compatível com uma versão fraca do realismo sobre a verdade. Na última secção eu examino o argumento de Stroud contra a tese suposta por Austin no seu argumento contra o ceticismo segundo a qual verdades sobre o modo de uso de “conhecimento” (e expressões correlatas) implicam verdades sobre o conhecimento. Procuro mostrar que o argumento de Stroud pressupõe a forma de realismo que alvo do argumento de Wittgenstein.


Citação: Machado, Alexandre (2009). “Conhecimento, Verdade e Significado”. Dois Pontos: vol. 6, n. 2, pp. 53-76.

Nenhum comentário:

Pesquise artigos filosóficos na internet

Loading