quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Mini Curso – História da África: reflexões em defesa de uma Filosofia Africana no mundo contemporâneo.




Professor Ms. Gustavo de Andrade Durão
Doutorando do Programa de História Comparada (IH-UFRJ), Pesquisador do Laboratório de Estudos Africanos da UFRJ (LeAfrica)


Ementa:
Debates sobre obras que abrangem a História da África e as formas de pensamento filosófico existentes no pensamento africano.  Análises sobre o debate hegeliano em relação à História da África. Estudos das obras de proeminentes pensadores europeus como Levi Strauss, Hannah Arendt e Jean-Paul Sartre. Diálogos com uma perspectiva africanista do pensamento filosófico.  Estudo das produções filosóficas e etno-filosóficas de pensadores do cânone africano: Yves Mudimbe, Paulin J. Hountondji, Achille Mbembe, Kwame A. Appiah, Aimé Césaire, Frantz Fanon, Léopold Senghor e Abiola Irele. Análise comparada das obras filosóficas africanas à luz dos modos de agir e pensar, com ênfase nas críticas ao colonialismo e ao pressuposto de inferioridade intelectual dos negros. Desenvolvimento de uma interpretação para as obras dos autores africanistas que laboraram para o protagonismo dos povos negros em escala transnacional (pan-africanismo).


Objetivos:
Analisar os argumentos contrários à existência de uma forma de pensamento reflexivo africano. Compreender a existência do diálogo entre os filósofos e pensadores europeus com os intelectuais do continente africano. Tomar como base a existência do cânone de pensadores africanos que preconizou os movimentos de contestação às formas de exclusão social e de expressão através da atividade intelectual. Interpretar e conhecer as obras dos autores africanos na valorização do pensamento dos povos negros na História, na História da África, na Filosofia e no pensamento humanista do mundo contemporâneo.

Conteúdo e cronograma:
12/02 – Apresentação do curso. 
Debate: Há uma história da África? Possível diálogo entre Hegel e Ki-Zerbo.
26/ 02 – Diálogos sobre Raça e História.
11/ 03 – Refletindo acerca da Négritude de Senghor: Orfeu Negro e a crítica de René Depestre à Négritude.
25/ 03 –Frantz Fanon: Da tomada de consciência à formulação de uma teoria da exclusão.
09 / 04 – FILOSOFIA AFRICANA I – ACHILLE MBEMBE: REFLEXÕES NA CONTRAMÃO DO PENSAMENTO HEGELIANO. 
23/ 04 – FILOSOFIA AFRICANA II – Referências da Filosofia Africana: em busca da Intersubjectivação. PARA PENSAR UMA ESSÊNCIA DO PENSAMENTO FILOSÓFICO AFRICANO. 
07/ 05 – FILOSOFIA AFRICANA III – PAULIN HOUNTONDJI e YVES VALENTIN MUDIMBE: OPERANDO COM O SABER FILOSÓFICO AFRICANO.  
21/ 05 – O Colonialismo: compreender para desconstruir. Retrato do colonizador e do colonizado.
04/ 06 – Apresentação dos Seminários. Encerramento do Curso. 

Horários: Quartas-feiras de 17:00h às 19:30h (encontros quinzenais).
Inscrições por e-mail: inscricoes.filosofiaafricana@gmail.com


Bibliografia:


APPIAH, K. A. Na casa de Meu Pai – A África na filosofia da cultura. Rio de Janeiro: Contraponto, 1998.
ARENDT, Hannah. As origens do totalitarismo. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.
BERNAL, Martin. Black Athena – The Afroasiatic Roots of Classical Civilization. Vol.1: The Fabrication of Ancient Greece 1785-1985. New Jersey: Rutgers University Press. 2003.
CASTIANO, José P. Referenciais da Filosofia Africana: Em busca da Intersubjectivação.  Cidade do Cabo: Ed. Kadimah, 2010.
CÉSAIRE, Aimé. Discours sur le colonialisme. Paris: Présence Africaine, 1955.
FANON, Frantz. Pele Negra, Máscaras Brancas. Juiz de Fora: Editora da UFJF, 2008.
DEPESTRE, René. Buenos Dias y Adios a la Negritud. Cuba: Casa de las Americas, 1985.
GATES, Henry Louis Jr. The Criticial Fanonism. Critical Inquiry, University of Chicago Press, v. 17, n. 3, 1991.
HEGEL, Georg Wilhelm F. Filosofia da História. Brasília: Editora da UnB, 2008.
IRELE, Abiola. Introduction. In: HOUNTONDJI, Paulin J. African Philosophy – Mith & Reality. Indiana University Press, 1996.
KIZERBO, Joseph.– Introdução: As tarefas da História na África. In: História da África Negra – Volume 1, Portugal: Biblioteca Universitária – Publicações Europa-América, 2009.

LÉVI-STRAUSS, Claude. Raça e História. Lisboa: Editorial Presença, 2010.
LUMUMBA, Patrice; Lierde, Jean Van. La pensée politique de Patrice Lumumba. Paris, Présence Africaine, 2010.
MAGGIE, Yvone ; REZENDE, Claudia Barcellos (orgs.) Raça como retórica – a construção da diferença. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002.
MBEMBE, Achille. As formas africanas de Auto-Inscrição. Estudos Afro-Asiáticos, ano 23, n. 1, 2001.
MEMI, Albert. O retrato do colonizador, seguido de o retrato do colonizado. Rio de Janeiro: Editora Paz e Terra, 1977.
MUDIMBE, Yves. V. The invention of Africa: gnosis, philosophy, and the order of knowledge. (cap. 1. Discourse of Power and Knowledge of Otherness). IUP: 1988.
SARTRE, J.P. L’Orphée Noir. In: SENGHOR, Léopold. Anthologie de la nouvelle poésie nègre et malgache de langue française. Paris : PUF, 1948.

Nenhum comentário:

Pesquise artigos filosóficos na internet

Loading