quinta-feira, 10 de maio de 2012

I Colóquio de Professores de Filosofia do Rio Grande do Norte: Desafios e perspectivas para o ensino médio

19 a 22 de junho de 2012



http://www.icoloquiodefilosofia.ce.ufrn.br

Tendo deixado de ser obrigatória em 1961 (Lei no 4.024/61) e sendo em 1971 (Lei no 5.692/71) excluída do currículo escolar official brasileiro, criou-se para a filosofia um hiato em termos de amadurecimento como disciplina na Educação Básica. E, embora na década de 1990 a LDB tenha determinado que ao final do ensino médio o estudante devesse “dominar os conteúdos de Filosofia e Sociologia necessários ao exercício da cidadania” (Lei no 9.394/96, artigo 36), nem por isso a Filosofia passou a ter o mesmo tratamento que os demais conteúdos curriculares: mantendo-se no conjunto dos temas ditos transversais. Mas, com a Lei no 11.684 de 02 de junho de 2008 (inciso ao Art. 36) tal disciplina passou a ser obrigatória no Ensino Médio. Nesse sentido, é que surgem algumas indagações tais como: Que tipo de filosofia se pretende desenvolver no ensino médio? Quais estratégias metodológicas se adéquam ao ensino de Filosofia na Escola? Como contribuir para a consolidação da Filosofia no Ensino Médio brasileiro?
A proposta de realização do I Colóquio de Professores de Filosofia no Rio Grande do Norte está orientada por estas questões principais a fim de contribuir para a consolidação da Filosofia nas escolas públicas brasileiras, de maneira direta nas escolas do Estado do RN. Portanto, este projeto tem por objetivo principal promover o debate entre professores universitários (formadores de professores), professores da Educação Básica com foco principal no Ensino Médio, gestores de escolas públicas, estudantes de Filosofia e estudantes do Ensino Médio.


Nenhum comentário:

Pesquise artigos filosóficos na internet

Loading